Willis Carrier posa ao lado de sua invenção. Fonte: YouTube
O ar-condicionado, que é usado em muitos lugares, como residências, escritórios, fábricas, veículos e outros lugares para resolver problemas de calor ou de frio excessivo, tem um pai.

Ele foi um engenheiro norte-americano, Willis Carrier e a sua invenção foi acionada pela primeira vez em 21/07/1902. Carrier, que trabalhava para uma gráfica chamada Sackett-Wilhelms Lithographing & Publishing Company, localizada no bairro do Brooklyn, na cidade de Nova Iorque, nos Estados Unidos, inventou uma solução para um problema dessa empresa; essa solução visava evitar que as resmas de papel de imprensa se dilatassem no calor excessivo do verão.

Carrier usou os seus conhecimentos sobre o aquecimento de objetos usando vapor de água, para reverter este processo, enviando água fria através de serpentinas, resfriando o ar e possibilitando controlar o grau de umidade num determinado espaço. Isto manteve as dimensões das folhas de papel, que ficavam armazenadas nesse lugar.

Em 2 de janeiro de 1906, Willis Carrier recebeu uma patente por sua invenção, que ele chamou de ‘Aparelho para tratamento do ar”. Acredita-se que ele tenha construído o primeiro equipamento de ar-condicionado de tipo spray (vaporizador), que umidificava ou desumidificava o ar, aquecendo a água, ou resfriando-a, respectivamente.

Juntamente com alguns colegas, Carrier fundou a Carrier Engineering Corporation, em Nova Iorque em 26 de junho de 1915. Essa empresa foi pioneira no desenho e fabricação de máquinas de refrigeração, para resfriar grandes espaços. Esta empresa existe até hoje e permanece sendo líder na fabricação de aparelhos de ar-condicionado e de refrigeração. Em 2.007, ela faturou mais de 15 bilhões de dólares americanos e emprega cerca de 15.000 pessoas.

Você gostou deste post? Você já conhecia esta história? Por favor, deixe os seus comentários no espaço a seguir.



Com informações:
Mid-day.com