Na crise atual de falta de água, com notícias ruins de níveis baixíssimos de reservatórios e pouca chuva, aparece uma boa notícia: a água resultante dos condicionadores de ar pode (e deve) ser reaproveitada.

Vamos ver, a seguir, alguns exemplos de como isto pode ser feito.


Uma moradora de um condomínio de Porto Alegre fez o seguinte: contratou um encanador, que ligou o cano por onde sai a água do condicionador de ar a um reservatório, de onde essa água (são 800 ml por cada hora em que o aparelho fica ligado) é reaproveitada para limpeza do banheiro e para dar a descarga do vaso sanitário.


Um hostel do Rio de Janeiro, que tem 9 quartos e acomoda 40 pessoas, resolveu reaproveitar a água que pinga dos condicionadores de ar dos quartos. Esta água é captada num reservatório, de onde é usada para limpeza e para repor a água da piscina, neste caso depois de ser tratada com cloro. Segundo um dos sócios deste estabelecimento, são captados até 15 litros de cada aparelho por noite.


Uma dona de casa em Recife ligou o cano, por onde sai a água do condicionador de ar, por meio de uma mangueira, até um garrafão vazio de 20 litros. Na manhã seguinte o garrafão estava quase cheio. Então, ela fez a mesma coisa no aparelho que fica no quarto dos filhos e, atualmente, recolhe cerca de 40 litros de água limpa por dia, que é usada na limpeza do chão e para regar as plantas.


Já o proprietário de uma academia de ginástica em Jaboatão dos Guararapes (grande Recife) capta a água de dois condicionadores de ar (aproximadamente 70 litros por dia) e a usa para lavar os banheiros da academia, regar as plantas, lavar a sua moto e, quando sobra alguma coisa, doa para os vizinhos.


De acordo com o professor Luciano Prestelo, do curso técnico de refrigeração do Instituto Federal de Pernambuco (IFPE), apesar de não ser indicada para o consumo humano (beber ou tomar banho) porque não é filtrada e não recebe tratamento antibactericida, a água é considerada limpa e pode ser reutilizada para práticas sustentáveis, além de trazer economia financeira. "O sistema doméstico é feito de forma simples e com baixo custo, já que os materiais usados são canos e reservatórios de plástico”, explica. Segundo o professor, a água é produzida porque os aparelhos retiram a umidade do ar através do processo de condensação, quando a água passa do estado gasoso para o líquido.


Durante um trabalho em sala de aula sobre soluções ambientais sustentáveis no Colégio Sapiens, no município de Umuarama, interior do Paraná, professores e alunos decidiram reaproveitar a água dos 15 aparelhos do tipo split. Desde 2011, quando a ideia foi executada, a escola conseguiu reduzir a conta de água em 17%. “A água coletada é armazenada em um recipiente fechado, onde foi instalada uma torneira. Usamos a água para regar o jardim, lavar os panos de limpeza do colégio, o interior e a calçada da escola”, explica a diretora da instituição Célia Lira. Todos os dias, das 7h às 12h, quando os 15 condicionadores de ar estão ligados, a escola recolhe cerca de 90 litros de água.


Há 18 anos, Roney Dias lava carros em frente a um prédio na Asa Norte do Distrito Federal. Por sugestão dos seus clientes, há cinco anos, Roney começou a coletar a água dos condicionadores de ar instalados no prédio. De forma simples e eficiente, ele usa 15 baldes com capacidade de 18 litros cada. O resultado são 270 litros de água por dia, que ele usa para lavar dez carros e ainda sobra um pouco para o dia seguinte.

 
A rede McDonald’s também está incentivando o consumo consciente de água em todos os seus restaurantes no país. Diversas unidades já possuem cisternas ou caixas d’água que captam e armazenam a água da chuva e dos aparelhos de ar-condicionado para ser utilizada na limpeza dos pisos e nas descargas dos banheiros. Dependendo da temperatura e da umidade do ar, é possível gerar até 1.000 litros de água por dia em cada loja, que são reaproveitados nos vasos sanitários e na irrigação dos jardins.


Esses são apenas alguns exemplos e, certamente, muitas outras pessoas e instituições estão fazendo algo semelhante por todo o país.

Você gostou deste post? Você tem um condicionador de ar em sua casa ou apartamento? Se tiver, já pensou em reaproveitar a água do seu aparelho? Tem alguma sugestão diferente das mencionadas neste artigo? Por favor, deixe os seus comentários no espaço a seguir.


Com informações:
G1 
Uol Economia 
Web ArCondicionado