Verão chegando e a instalação fica melhor se não destoar do ambiente

A tecnologia tem avançado de uma forma rápida nos últimos tempos. Computadores, geladeiras, carros, microondas, panelas elétricas, celulares e ar condicionados, são bons exemplos de produtos que sofreram mudanças significativas nos últimos anos. Alguns desses apetrechos mudaram de formato: diminuíram ou aumentaram, afinaram ou engrossaram. A verdade é que nem sempre o avanço tecnológico é sinônimo de beleza e sofisticação. 

As primeiras preocupações quase sempre são com a praticidade, segurança e durabilidade, para depois se imaginar a estética — esta, geralmente, ligada ao marketing do produto. Poucos são os produtos que mesclam tudo ao mesmo tempo e conseguem satisfazer completamente do consumidor. 

Os aparelhos de ar condicionado, por exemplo, ainda são grandes vilões da decoração doméstica. Muitas pessoas se queixam que aparelhos split são grandes, indiscretos e destoam da estética de ambientes como quartos, escritórios domésticos e salas de estar. Então, como resolver essa questão sem diminuir a qualidade do produto?

Algumas pessoas optam por produtos personalizados, com cores neutras (dependendo da paleta de cores escolhida no ambiente onde será instalado o aparelho). Claro que o preço de alguns modelos do tipo são bem superiores — as fabricantes incluem um valor pelo design oferecido. Outra opção é instalar o ar condicionado de forma que se encaixe dentro de algum móvel. Seja embaixo ou em cima no ambiente, mas de forma “escondida” em alguma estante. Afinal, não se trata de um aparelho que tenha a necessidade de ser visualizado.

A dica é procurar a mesma loja que projetou os móveis do ambiente para a instalação. Pedir uma extensão para embutir ou “guardar” o aparelho dentro — sempre com venezianas para que o vento possa circular de forma efetiva. Para quem não deseja gastar mais, uma ideia boa é colocar o aparelho em um lugar que não seja o foco principal de quando se entra (ou fica) no ambiente: em laterais, ou no canto atrás da porta de entrada pode ser uma solução.

Outra dica é pensar na iluminação. Se a decoração tiver apoio da iluminação, pode-se projetar a posição do ar condicionado de uma forma que não fique no foco da luz — o que pode fazê-lo “sumir”. 

O importante é entender que a tecnologia está aí para contribuir para o bem estar das pessoas. Evoluindo para se tornar mais prática, menos barulhenta e mais elegante. Mesmo que algumas variações ainda não atinjam o nível desejado de satisfação com a estética, nada como usar a criatividade como aliada para manter o ambiente bonito, afinal, fresco ele já está.

Com informações: Simples Decoração, Homens da Casa.