27 de maio de 2015


Se você estiver pensando em instalar um condicionador de ar em sua empresa, ou em substituir um aparelho já existente, você precisará saber que tipo e qual tamanho serão os mais adequados para satisfazer as suas necessidades e evitar eventuais problemas.


Quanto ao tipo, os aparelhos podem ter um ou múltiplos estágios. Um estágio significa que o aparelho tem apenas uma alternativa, isto é, pode estar ligado ou desligado; os aparelhos de múltiplos estágios são aqueles que permitem uma regulagem da capacidade de resfriamento ou de aquecimento, e podem funcionar a 100% da capacidade ou menos; em outras palavras, é possível regular a temperatura desejada.


Quanto à capacidade de resfriamento ou de aquecimento, os aparelhos são classificados em BTUs, ou em toneladas. O que significa isto? A sigla BTU quer dizer British Thermal Unit (Unidade Térmica Britânica), que é a quantidade de calor necessária para aquecer 1 libra (peso) de água de 1 grau Fahrenheit. Por outro lado, as unidades maiores tem a capacidade classificada em ton (toneladas). A relação entre essas unidades é a seguinte: 1 tonelada = 12.000 BTUs.

 
E como é calculada a dimensão do aparelho que você precisa, em termos de BTUs, ou de tons? O cálculo é feito em cinco passos:


Passo 1: calcule a área (m2) a ser resfriada ou aquecida. Se esta área for dividida em vários compartimentos (salas separadas e fechadas), de modo que cada área tenha um aparelho individual, este cálculo deve ser feito separadamente para cada uma delas.


Passo 2: multiplique a área calculada por 25.


Passo 3: Acrescente ao total calculado após o passo 2 o valor 400 (quatrocentos) por cada pessoa que trabalhar nesta área.


Passo 4: Acrescente ao total calculado após o passo 3 o valor 1.000 (hum mil) por cada janela ou porta existente nessa área.


Passo 5: O número calculado após o passo 4 representa o mínimo de BTUs necessárias para resfriar ou aquecer adequadamente essa área.


Para mais detalhes sobre o cálculo de BTUs veja os seguintes posts:


Como escolher o condicionador de ar certo e obter o máximo dele


Doze principais coisas que os consumidores devem saber sobre ar condicionado (Parte 1)

Antes de comprar um aparelho de ar condicionado para quarto ou sala


ou use a nossa calculadora virtual para ajuda-lo:


http://www.strar.com.br/calcular-btu/


Outro aspecto importante é a localização do sistema condicionador de ar. Existem as seguintes opções:


Sistemas localizados acima do teto: ficam preferentemente em grandes prédios e a unidade condensadora fica acima do teto; todavia, este tipo não funciona bem em prédios de vários andares.


Sistemas Split (divididos): neste sistema o ar é extraído do ambiente através de dutos, sendo então resfriado ou aquecido, retornando depois ambiente novamente através de outros dutos. Para o resfriamento é usado um gás tipo freon.


Sistemas de tratamento e de distribuição de ar: estes sistemas levam o ar resfriado ou aquecido a diferentes partes do edifício, permitindo que a operação seja dividida, reduzindo a carga de trabalho de cada unidade.


Outra escolha a ser feita é: instalar uma única grande unidade, ou várias pequenas unidades, uma para cada compartimento (sala). Isto vai depender do tamanho e da configuração do edifício. Por exemplo, em grandes edifícios com várias salas, pequenos aparelhos individuais pode ser a melhor escolha. Já em pequenos prédios, a melhor escolha poderá ser um único aparelho mais potente.


Outras alternativas para resfriamento são:


Sistema de água resfriada: a unidade é instalada acima do teto, ou fora do prédio e resfria água a uma temperatura entre 40 e 45° Fahrenheit (4,4 a 7,2°C), sendo depois bombeada para dentro do espaço para distribuição. Funciona bem para edifícios de vários andares.


Torre de resfriamento: ela tem uma corrente de água fria, que passa por um trocador de calor. O ar é então soprado pela superfície da água causando alguma evaporação, o que resfria a corrente de água.


Toda esta informação pode ajuda-lo a comprar um aparelho ou um sistema condicionador de ar que melhor se adapte às necessidades da sua empresa. Assim mesmo, uma boa decisão pode ser tomada consultando também um representante técnico da STR.

Você gostou deste post? Por favor, deixe os seus comentários no espaço a seguir.


Com informações:
eBay.com

Postado quarta-feira, maio 27, 2015 by Str Ar Condicionado

Sem comentários

20 de maio de 2015



Na crise atual de falta de água, com notícias ruins de níveis baixíssimos de reservatórios e pouca chuva, aparece uma boa notícia: a água resultante dos condicionadores de ar pode (e deve) ser reaproveitada.

Vamos ver, a seguir, alguns exemplos de como isto pode ser feito.


Uma moradora de um condomínio de Porto Alegre fez o seguinte: contratou um encanador, que ligou o cano por onde sai a água do condicionador de ar a um reservatório, de onde essa água (são 800 ml por cada hora em que o aparelho fica ligado) é reaproveitada para limpeza do banheiro e para dar a descarga do vaso sanitário.


Um hostel do Rio de Janeiro, que tem 9 quartos e acomoda 40 pessoas, resolveu reaproveitar a água que pinga dos condicionadores de ar dos quartos. Esta água é captada num reservatório, de onde é usada para limpeza e para repor a água da piscina, neste caso depois de ser tratada com cloro. Segundo um dos sócios deste estabelecimento, são captados até 15 litros de cada aparelho por noite.


Uma dona de casa em Recife ligou o cano, por onde sai a água do condicionador de ar, por meio de uma mangueira, até um garrafão vazio de 20 litros. Na manhã seguinte o garrafão estava quase cheio. Então, ela fez a mesma coisa no aparelho que fica no quarto dos filhos e, atualmente, recolhe cerca de 40 litros de água limpa por dia, que é usada na limpeza do chão e para regar as plantas.


Já o proprietário de uma academia de ginástica em Jaboatão dos Guararapes (grande Recife) capta a água de dois condicionadores de ar (aproximadamente 70 litros por dia) e a usa para lavar os banheiros da academia, regar as plantas, lavar a sua moto e, quando sobra alguma coisa, doa para os vizinhos.


De acordo com o professor Luciano Prestelo, do curso técnico de refrigeração do Instituto Federal de Pernambuco (IFPE), apesar de não ser indicada para o consumo humano (beber ou tomar banho) porque não é filtrada e não recebe tratamento antibactericida, a água é considerada limpa e pode ser reutilizada para práticas sustentáveis, além de trazer economia financeira. "O sistema doméstico é feito de forma simples e com baixo custo, já que os materiais usados são canos e reservatórios de plástico”, explica. Segundo o professor, a água é produzida porque os aparelhos retiram a umidade do ar através do processo de condensação, quando a água passa do estado gasoso para o líquido.


Durante um trabalho em sala de aula sobre soluções ambientais sustentáveis no Colégio Sapiens, no município de Umuarama, interior do Paraná, professores e alunos decidiram reaproveitar a água dos 15 aparelhos do tipo split. Desde 2011, quando a ideia foi executada, a escola conseguiu reduzir a conta de água em 17%. “A água coletada é armazenada em um recipiente fechado, onde foi instalada uma torneira. Usamos a água para regar o jardim, lavar os panos de limpeza do colégio, o interior e a calçada da escola”, explica a diretora da instituição Célia Lira. Todos os dias, das 7h às 12h, quando os 15 condicionadores de ar estão ligados, a escola recolhe cerca de 90 litros de água.


Há 18 anos, Roney Dias lava carros em frente a um prédio na Asa Norte do Distrito Federal. Por sugestão dos seus clientes, há cinco anos, Roney começou a coletar a água dos condicionadores de ar instalados no prédio. De forma simples e eficiente, ele usa 15 baldes com capacidade de 18 litros cada. O resultado são 270 litros de água por dia, que ele usa para lavar dez carros e ainda sobra um pouco para o dia seguinte.

 
A rede McDonald’s também está incentivando o consumo consciente de água em todos os seus restaurantes no país. Diversas unidades já possuem cisternas ou caixas d’água que captam e armazenam a água da chuva e dos aparelhos de ar-condicionado para ser utilizada na limpeza dos pisos e nas descargas dos banheiros. Dependendo da temperatura e da umidade do ar, é possível gerar até 1.000 litros de água por dia em cada loja, que são reaproveitados nos vasos sanitários e na irrigação dos jardins.


Esses são apenas alguns exemplos e, certamente, muitas outras pessoas e instituições estão fazendo algo semelhante por todo o país.

Você gostou deste post? Você tem um condicionador de ar em sua casa ou apartamento? Se tiver, já pensou em reaproveitar a água do seu aparelho? Tem alguma sugestão diferente das mencionadas neste artigo? Por favor, deixe os seus comentários no espaço a seguir.


Com informações:
G1 
Uol Economia 
Web ArCondicionado

Postado quarta-feira, maio 20, 2015 by Str Ar Condicionado

Sem comentários

13 de maio de 2015



A China está entre os países que mais estão desenvolvendo a tecnologia de impressão 3D e há poucas semanas, na Appliances & Electronics World Expo 2015 em Xangai, o Haier Group apresentou o primeiro condicionador de ar esteticamente projetado e fabricado numa impressora 3D.


Este, que foi o primeiro condicionador de ar jamais fabricado numa impressora 3D foi colocado à venda por 40.000 Yuans (aproximadamente 6.395 dólares americanos).


Então, alguém poderia perguntar: “qual é a vantagem de ter um condicionador de ar feito numa impressora 3D”? O que torna este condicionador de ar especial é o fato de que ele pode ser totalmente customizado, tanto em relação à sua aparência, como também em relação ao funcionamento. Quem iria pensar no dia em que teríamos um produto com estas características disponível no mercado!


Esse dia aparentemente chegou. Assim, cada aparelho é único e pode ser fabricado de acordo com as aspirações do cliente. Desde a caixa externa até as peças internas são feitas uma de cada vez, o que permite essa grande personalização. De fato, o cliente pode escolher detalhes como a cor, a forma da grade externa, e outros.


O fabricante espera que, num futuro breve, a personalização possa ser ainda maior e alguns detalhes, como, por exemplo, a cor, fotos, datas de aniversário, figuras de arte, etc. possam ser incorporados ao aparelho.
 


Você gostou deste post? Você estaria disposto a pagar esse preço para ter um condicionar de ar inteiramente personalizado? Você acha que futuramente esse preço poderá baixar? Por favor, deixe os seus comentários no espaço a seguir.


Com informações:
3dprint  
3ders
DigitalTrends
PSFK

Postado quarta-feira, maio 13, 2015 by Str Ar Condicionado

Sem comentários

6 de maio de 2015


O “Salone del Mobile”, na semana passada, foi visitado por mais de 3.000 compradores, varejistas, decoradores, arquitetos e outros que foram ver as últimas tendências das 1.363 marcas internacionais especializadas nesses produtos.

Mas, foi a periferia que atraiu os que estavam à procura de tendências não convencionais de ponta, onde centenas de pequenas exibições ofereceram uma visão concentrada do trabalho de designers experimentais e de produtores em pequena escala. Foi neste lado, talvez mais que na própria feira, que o pulso do design foi sentido.


Vamos ver 3 tendências desta recente semana do design.


1. Grande geometria

 
Vários designers estão explorando novas expressões de formas geométricas, acentuadas por uma grande mistura de coisas simples e de luxo. A Arts & Crafts & Design foi, inquestionavelmente, uma das melhores exibições fora do salão. Cada um dos doze objetos feitos à mão foi criado através de uma colaboração de um artesão suíço e um estudante da Escola Cantonal de Arte de Lausanne. A direção de arte foi do Studio Formafantasma.

Os destaques incluem a composição de vidro Natura Morta, a caixa de música Decrescendo e a enigmática lâmpada Eclipse.


2. Cores em destaque

 
Combinações de cores dramáticas e sofisticadas, além de padrões ousados permearam o “Fuori Salone”. Explosões de azuis elétricos, felizes rosas e acentos metálicos foram misturados a cores secundárias, evidenciando desde o vidro à cerâmica, a elementos têxteis e mais. As marcas do Memphis Group estiveram presentes em alusão à revolução pós-moderna dos jovens designers e a novos trabalhos de mestres como Alessandro Mendini.


3. Natureza que estimula

  
Esta foi talvez a tendência mais fresca que identificamos no “Salone”, uma celebração do mundo natural. Flores, uma miríade de suculentas apresentações e um grande número de lindos objetos inspirados em plantas. Dois destaques: Epífitos de Dossiofiorito, uma coleção de vasos cerâmicos brancos suspensos exibindo plantas e raízes e Planet Mirror do Boris Design Studio, emoldurado por uma borda de LED regulável e um suculento jardim automaticamente irrigado.

Você gostou deste post? O que achou destas tendências? Você está pensando em redecorar a sua casa? Por favor, deixe os seus comentários no espaço a seguir.

Postado quarta-feira, maio 06, 2015 by Str Ar Condicionado

Sem comentários

29 de abril de 2015



Veja, a seguir, oito dicas para a manutenção do seu condicionador de ar portátil, que o farão funcionar de maneira mais eficiente e durar mais.

 
1. Tome cuidado com a localização

 
Evite colocar o seu aparelho portátil num local com muita poeira e em local muito úmido. O excesso de poeira tende a entupir os dutos do aparelho e podem causar problemas mecânicos e/ou elétricos. O excesso de umidade, que é absorvida pelo aparelho, acumula-se no reservatório como água líquida e esse reservatório precisa ser esvaziado de tempos em tempos.

 
2. Verifique a fonte de energia elétrica

 
Na maioria dos casos, estes aparelhos funcionam com corrente alternada de 110-120 volts. Todavia não esqueça de verificar isto no momento da compra, pois, alguns aparelhos podem ter a alternativa de 220-240 volts. Outra coisa importante é ter um regulador de voltagem, para impedir que eventuais aumentos súbitos da tensão possam “queimar” o motor da sua unidade.

 
3. Limpe ou substitua os filtros

 
Fazer uma limpeza regular ajuda os seus filtros a durar mais tempo, e a funcionar de maneira mais eficiente. Você deve também limpar regularmente a unidade de pré-filtragem, que normalmente fica na parte superior traseira da sua unidade. Não use detergente ou sabões para limpar os filtros, pois eles frequentemente causam depósitos de resíduos, que podem causar entupimentos. As aberturas traseiras devem também ser limpas com um aspirador de pó, com a escova na extremidade. Se a sua unidade tiver um filtro de carbono, ele deve ser substituído a cada três ou seis meses.

 
4. Limpe a bobina do condensador

 
Se você notar acúmulo de fuligem, pó, ou gordura na superfície da bobina do condensador, limpe-a com um produto específico para fazer esta limpeza, ou com uma solução fraca de água com suco de limão, ou com vinagre.

 
5. Não dobre o duto de escapamento (mantenha-o em linha reta)

 
Isto irá diminuir o acúmulo de umidade neste duto. Mesmo que ele esteja em linha reta, verifique de vez em quando se há acúmulo de umidade no seu interior. Este acúmulo de umidade pode encurtar a vida útil do seu aparelho.

 
6. Guarde o seu aparelho corretamente

 
Quando você não estiver usando a sua unidade, guarde-a de maneira adequada. Antes de guarda-la faça-a funcionar durante duas horas apenas no modo ventilador, até que o interior da unidade fique o mais seco possível. Antes de guardar o aparelho cubra-o, se possível, com uma capa de plástico, para evitar a entrada de sujeira ou pó. De preferência guarde o aparelho num armário ou num local seco, que não estiver sujeito a temperaturas muito altas ou muito baixas.

 
7. Mantenha a parte exterior da sua unidade limpa

 
Com o aparelho desligado, limpe a superfície externa com um pano úmido, sem quaisquer produtos químicos. Não deixe o aparelho diretamente exposto à luz solar.

 
8. Manutenção profissional

 
De tempos em tempos, chame um profissional para fazer uma visita de verificação e manutenção do seu aparelho. Esses profissionais podem eventualmente identificar pequenos problemas antes de você, e sugerir uma medida preventiva ou um pequeno reparo, que evitará uma despesa maior no futuro.

------

 
O Ar Condicionado Portátil leva até você conforto e mobilidade que você precisa. Encontre na STR os melhores modelos do mercado clicando aqui.

Você gostou deste post? Você tem um condicionador de ar portátil? Como você cuida dele? Você tem alguma sugestão interessante que queira compartilhar conosco? Por favor, deixe os seus comentários no espaço a seguir.

Postado quarta-feira, abril 29, 2015 by Str Ar Condicionado

Sem comentários

22 de abril de 2015




A Daikin Industries Ltd., fundada em 1924, é a líder no Japão na fabricação de condicionadores de ar e de refrigeradores, tendo uma participação de 25% desses mercados domésticos. A Daikin entrou também no negócio de condicionamento de ar para residências e, mais recentemente, na área de equipamentos hidráulicos a óleo e de fabricação de equipamentos computadorizados.


Como um grande fabricante de condicionadores de ar, a Daikin envolveu-se no desenvolvimento de produtos químicos como os líquidos refrigerantes (coolants) e agora enfrenta o desafio de encontrar substitutos para os agentes do grupo dos clorofluorcarbonos, responsáveis por parte do fenômeno conhecido como aquecimento global.


Na década de 80, com o enorme desenvolvimento da economia japonesa, a Daikin continuou crescendo e permaneceu como a líder indisputável do mercado doméstico japonês de condicionadores de ar. Foi nesta época que ocorreu o desenvolvimento do modelo “split” – dividir em inglês − (quando o compressor foi separado da unidade interna).


A Daikin é também a coinventora do sistema de condicionamento de ar conhecido como fluxo variável de refrigeração, ou volume varável de refrigeração.


Hoje, a Daikin é uma empresa multinacional e ocupa uma posição de destaque no mercado de condicionadores de ar, tanto residencial, como também comercial e industrial, em todo o mundo.


Outro aspecto importante a destacar são os aparelhos do tipo “Inverter”. E o que é a tecnologia Inverter? Inverter é um tipo de compressor capaz de ajustar a capacidade do condicionador de ar de acordo com a necessidade do ambiente. Ele ajusta mais rapidamente a temperatura ambiente à temperatura desejada, garantindo elevados níveis de conforto, com consumo de energia até 52% menor que os aparelhos tradicionais.


Além disso, esta tecnologia permite que o ruído do aparelho possa ser até 35% inferior ao dos aparelhos tradicionais, o que é muito interessante, especialmente à noite.

Mais uma vantagem é que o gás utilizado nestes aparelhos é ecológico, isto é, não altera as propriedades da camada de ozônio e, portanto, não contribui para o aquecimento global.

Dentre as marcas que usam esta tecnologia estão a Daikin, que já tem fábrica em nosso país e é a empresa que originalmente desenvolveu esta tecnologia.

Você gostou deste post? Você tem um condicionador de ar em casa? Se não tem, pretende comprar um, especialmente diante da impressionante onda de calor que atualmente nos atinge? Por favor, deixe os seus comentários no espaço a seguir.

Postado quarta-feira, abril 22, 2015 by Str Ar Condicionado

Sem comentários

15 de abril de 2015


Marcus Engman é o desenhista chefe da Ikea, empresa Sueca, e a sua função é supervisionar o desenho de novas mobílias e utensílios domésticos, que irá para as casas de milhões de clientes em todo o mundo. Veja, a seguir, algumas previsões dele sobre como será a sua casa em 2020.


Tradicionalmente, nós pensamos numa casa da seguinte maneira: 1 sofá + 1 televisão = 1 sala de estar; 1 cama + 1 armário com gavetas = 1 dormitório, e assim por diante. Todavia, segundo previsões da OMS (Organização Mundial da Saúde), nos próximos anos as pessoas viverão em centros urbanos mais populosos e com menor espaço disponível; consequentemente, as habitações espaçosas irão desaparecer pouco a pouco.


É claro que sempre haverá alguns milionários ou bilionários que terão grandes mansões, porém a grande maioria das pessoas terá que se acostumar com a ideia de viver em espaços cada vez menores.

Engman diz que o sofá, por exemplo, era a peça de mobília mais importante da sala de estar e, consequentemente, da casa. Mas, isto já está mudando, pois o sofá não é mais apenas para atividades sociais; as pessoas agora comem no sofá e, em pequenos apartamentos, elas podem até usa-lo como cama.



Engman também diz que, hoje em dia, nós já vemos pessoas comprarem sofás-camas, ou camas dobráveis, e prevê que a mesa passará a ser a peça mais importante da casa, e terá múltiplos usos, como local para comer, trabalhar, jogar, ler e manter relações sociais. Para isso, as mesas terão que ser redesenhadas.


Outra previsão de Engman é sobre banquinhos. Os banquinhos poderão vir a ser peças importantes, pois, são versáteis; eles podem servir como assento, criado mudo, uma peça em cima da qual se pode subir para alcançar um lugar mais alto. Além disso, os banquinhos podem, quando não estiverem sendo usados, ficar empilhados e ocuparem menos espaço.

Engman ainda prevê que, futuramente, com menos espaço, as pessoas armazenarão menos cosas. Por exemplo, artigos como música, literatura (livros, revistas, etc.), filmes, álbuns de fotografias, etc., serão armazenados nas nuvens eletrônicas. Todavia, artigos de decoração e pessoais, que serão também usados como peças decorativas ficarão à mostra. Portanto as peças de mobília deverão ser feitas de materiais transparentes e deverão ser abertas.

 


Engman diz também que, no futuro, nossas casas serão mais “eletrônicas”, isto é, além de utensílios inteligentes, um dia as pessoas farão download das novas características de utensílios inteligentes e das versões mais recentes de softwares. Teremos mais painéis que serão, na realidade, telas que mostrarão, por exemplo, imagens de quadros decorativos de pintores famosos. Por outro lado, a Ikea fará proximamente em Milão (Itália) uma mostra de uma cozinha conceito no Salone del Mobile.

Outro detalhe citado por Engman é que as pessoas passam a maior parte do seu tempo tocando em telas e que, atualmente, isto é aborrecido. Ele prevê que, no futuro, as pessoas tocarão incríveis novos tecidos e materiais que serão desenvolvidos para fazer contraste com as telas planas de computadores e de dispositivos móveis, que tocamos com as pontas de nossos dedos. Já existem dispositivos que atendem a comandos de voz e, em pouco tempo, não mais teremos que escrever em teclados. Falaremos e os dispositivos escreverão o que dissermos.



Finalmente, podemos resumir as previsões de Engman nos seguintes tópicos:
 

  • Casas fluidas
  • Mobílias que fazem mais
  • Fim da armazenagem
  • Mobília inteligente
  • Peças de mobiliário vendidas e despachadas em embalagens achatadas e que serão modeladas no local onde forem entregues e onde ficarão
  • Personalização
  • Novos tecidos e novas e estranhas sensações

Você gostou deste post? Como você acha que será a sua casa em 2020? Por favor, deixe os seus comentários no espaço a seguir.

Postado quarta-feira, abril 15, 2015 by Str Ar Condicionado

Sem comentários